Prezados Colaboradores

Boas-vindas a novos funcionários – Como criar um bom programa de integração

Posted in 1 by leobraganca on segunda-feira, 25 maio, 2009

Nota (18/11/2009): Este é o post campeão de acessos do blog, e simplesmente não tenho nenhum comentário aqui. Que tal deixar suas observações após esta leitura? Quero fazer um “número 2″ deste post em breve. Prometo avisar aos que comentarem. Obrigado!

A primeira impressão é a que fica. E para ser mudada, é preciso provar muito que essa sua primeira impressão estava errada. Pensando nisso, pergunto a você: Como é o seu programa de apresentação da empresa aos novos funcionários?

Vou falar sobre formato e conteúdo. Ou melhor, conteúdo e formato, pois trataremos nessa ordem. É preciso entender que por trás das mensagens desse programa de inegração existe uma série de fatores fundamentais para a construção da imagem do funcionário sobre a empresa. É uma espécie de fundação. A começar pelo cuidado que ele sentirá, por parte da empresa em dar-lhe as primeiras informações sobre ela e como ele desempenhará seu papel ali. Jogar uma apostila em cima do funcionário e mandá-lo ler, ou pedir para que ele “navegue” bastante pela intranet, são péssimas estratégias de acolhimento a alguém que – de alguma forma – vai ajudar a empresa a caminhar. Por vezes, gasta-se tanto com o recrutamento e seleção daquele funcionário, com consultorias, testes específicos e até mesmo viagens, mas na hora de apresentar a empresa, ele praticamente ouve um “sente aí e comece”.

A maior virtude dos bons programas de boas-vindas é não enrolar o novo funcionário. Imagine empurrar para cima dele uma série de siglas internas, organogramas com mil detalhes, políticas inteiras de benefícios, vestuário, compra de passagens etc. Pura encheção de linguica. E sem trema. Aposte sim, é na exclusividade de conteúdo. Ou seja, elabore um material criado para os novos entrantes, guiando-o de forma prática, simples e rápida sobre os setores da empresa. Mostre o material a um funcionário com muito tempo de casa. Se ele disser: “ora, mas quanto detalhe”, você estã no caminho certo. Detalhes são importantes. Veja abaixo a diferença entre o detalhe e a enrolação:

TEMA DETALHES ENROLAÇÃO
Políticas Apresenta resumos – de preferência em tópicos – sobre as políticas mais importantes da empresa Anexa páginas e páginas das políticas da empresa para leitura, sem qualquer introdução ou resumo
Organograma Descreve funcionalmente os departamentos e suas “células” Dá nomes dos funcionários e apresenta o nome do cargo*. Ex: Analista de xyz
Histórico Uma simpática “linha do tempo”, com fatos marcantes, se possível comparando com o cenário nacional na época “Em 1784, após uma cavalgada no campo, o senhor Fulano de Tal teve um sonho…”. Breguice total e sem sentido
Áreas Quais as responsabilidades funcionais e práticas de cada uma. “Nosso objetivo é contribuir para o desenvolvimento…”, esse tipo de coisa
RH Quais os meus direitos e como procuro apoio caso necessário Enaltecer os benefícios e programas da área.
Imprensa Orientações em como se portar com a imprensa e a qual área deve comunicar sobre eventos Infelizmente muitas empresas esquecem desse tópico, portanto nem enrolação fazem
Comunicação interna Informar quais são os canais e o que é encontrado em cada um Pedir que o novo funcionário leia-os, simplesmente
Dúvidas Os ramais corretos de quem deve ser procurado imediatamente. Nesse caso vale informar nomes Dizer simplesmente que “está tudo na intranet”
*É recomendado que haja nomes apenas nos organogramas da alta gerência. Não é necessário colocar cargos, e sim as responsabilidades daquela “célula”.

O quadro deixa bem claro que outra grande virtude dos programas de apresentação é a simplicidade. Tudo precisa ser prático. O novo funcionário está entrando num novo espaço, com novas pessoas, nova rotina, novos desafios – ainda que já conheça suas atribuições. Por que dar a volta no mundo para explicar algo simples? No final, darei exemplos de como é importante que esse programa seja contínuo. Mas aí não com o nome “boas-vindas”, claro, e sim sendo a ante-sala de um projeto de memória empresarial.

Finalizando o tema “conteúdo”, lembre-se que é preciso em todo o primeiro momento do funcionário na empresa ganhar a atenção dele. Por isso a importância na simplicidade das informações. Tudo isso para que ele comece o mais rápido a colocar em ação o trabalho dele sem o retrabalho característico de novos funcionários. Isso não ocorre por erro, e sim por falta de adaptação do novo funcionário com a empresa e a cultura dela. Maus programas de recepção a novos funcionários deixam brechas para que surjam dúvidas, e faça com que eles recorram ao RH – quem elabora o trabalho de boas-vindas – para tirá-las. Agora pense: Você é responsável por uma área de RH e está concentrado num projeto importante para a empresa. Sua concentração é interrompida pelo novo funcionário, que pergunta sobre algo simples, mas importante para ele. Sua resposta poderia estar numa cartilha, num manual etc. Mas não existe. Não informar o novo colega da maneira correta, atrapalha o trabalho não apenas dele, mas sim o de todos.

De que forma? A correta!

“Vamos fazer um fichário com abas, usar papel couché, verniz localizado, faca especial, logo da empresa em dourado…”

“Olha, conheço uma pessoa que faz uns pães de metro deliciosos. Vamos fazer um café da manhã com palestra do presidente, depois entregamos uma apostila…”

“Um hotsite! Primeiro passa a visão da empresa, depois a missão, daí aparecem os botões interativos. Vamos fazer um vídeo com o presidente…”

Veja: Não é preciso perder um segundo com esses falsos brainstorms acima, para pensar em oferecer algo legal aos novos funcionários. É preciso fazer, seja lá o que for a ideia, da forma correta. Seu programa de integração não será melhor ou pior se o material for simples. Ele precisa ser eficaz. E você vai medir isso pelo número de vezes que for questionado pelo novo colega sobre tudo o que envolve a nova empresa dele. Quanto menos, melhor.

Faça um exercício, tenha sua empresa um programa desses ou não: Pergunte aos dez últimos funcionários que entraram, quais as maiores dúvidas que tiveram (ou continuam tendo) sobre a empresa. Algo em comum você vai encontrar. Comece o seu programa (ou a reformulação dele) ajustando esse ponto. Dê atenção também aos demais pontos citados. Claro que alguns pontos como benefícios e responsabilidades de cada área são comuns a todas as empresas. Mas cada corporação tem sua cultura e seu cotidiano. É um erro tentar implantar em sua empresa simplesmente o que deu certo em outra. Por melhor elaborado que um projeto seja, ele precisa ter a cara da sua empresa. Não olhe o que fazem de bonito por aí. Veja do que sua empresa precisa e faça algo em cima daquilo. Ficará mais bonito do que o do vizinho.

Defina seu orçamento para esse programa. Não vai dar para fazer um hotsite especial para a integração? Faça uma apresentação de slides bem elaborada, interativa e explicativa. Não há verbas para brindes? Que ótimo. Troque a caneta de plástico por um sorriso acolhedor, pelo sentimento de que o novo colega terá pela frente um bom desafio. Invista em ações de baixo ou nenhum custo: Peça a funcionários mais antigos darem seus testemunhos. Faça um vídeo se puder. Se não, coloque essas palavras preciosas em algum material.

Basta ser correto e sucinto. Não cause desinteresse do funcionário já na entrada dele. Seja justo com o todo o trabalho de recrutamento e seleção feito. Não pense em tamanho, duração ou mero impacto visual. Desperte no novo funcionário o sentimento de pertencer à nova empresa. O homem é assim, procura pertencer a grupos. Desde a infância. Use isso a favor da empresa.

Veja abaixo outras dicas, fora do tema “formato e conteúdo”, para incrementar seu programa de boas-vindas:

,Em empresas que possuam fábricas, incentive a visitação guiada. Se o produto de sua empresa sai dali, é no mínimo coerente que seu novo funcionário tenha contato com esse local. Fora que é sempre interessante conhecer processos fabris;

,Permita que o RH faça as apresentações das áreas. Revise o material que as áreas enviaram e formate num padrão único. Deixar o responsável da área fazer a apresentação pode ser ruim. Muitos podem ser apresentadores brilhantes, mas outros podem ser cansativos ou mesmo ficar enaltecendo o que fazem;

,Não force o presidente da empresa a fazer apresentações. Ser um homem de sucesso não é sinônimo de carisma. O resultado pode ser ruim. Caso o presidente seja carismático, aí sim, use e abuse da imagem dele;

,Faça de seu programa de integração um aliado do seu projeto de memória empresarial, caso tenha. Um complementará o outro;

,Crie um controle de tempo de casa dos funcionários. Será valioso para as ações de memória empresarial e em exemplos como este abaixo;

,Programe fases para distribuição de material ou de palestras informativas. Se o programa de MBA ou idiomas de sua empresa só é elegível a funcionários com mais de 6 meses de casa, informe isso no primeiro momento e assim que ele estiver apto, comunique. Com isso, ninguém perde tempo com informações fora de hora;

,Anexe um guia de ramais ao material que você irá distribuir. De preferência, dois: Um completo e outro como se fosse um “guia de emergência”, para casos de assistência imediata, com ramais de suporte, serviços gerais, almoxarifado, ombudsman etc.

,Não permita que o programa esteja desatualizado nunca. Defina uma organização – envolvendo inclusive outros setores – para essa atualização constante, evitando surpresas desagradáveis.

About these ads

53 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Paulo Alves said, on segunda-feira, 15 fevereiro, 2010 at 18:36

    Melhor material que achei sobre o assunto, muito jóia mesmo.
    Obrigado

  2. Tathyane Chaves said, on segunda-feira, 15 março, 2010 at 10:15

    Excelente material. Instrutivo e cheio de dicas úteis e práticas. Parabéns!

  3. Alexandra Dunice said, on segunda-feira, 15 março, 2010 at 11:05

    Bastante esclarecedor, ajudou na finalização do projeto de integração que estou elaborando.

  4. Gabriela Alvarenga said, on segunda-feira, 29 março, 2010 at 10:43

    Esse post ficou muito bom e esclarecedor. Me ajudou bastante na elaboração do projeto de “Boas Vindas” da empresa em que trabalho.

    Parabéns…

  5. Renata Ferreira said, on sexta-feira, 9 abril, 2010 at 09:41

    Material muito completo, abriu minha visão e tirou algumas dúvidas.
    Perfeito

  6. Olga said, on segunda-feira, 31 maio, 2010 at 17:23

    Integração

  7. Virginia said, on segunda-feira, 23 agosto, 2010 at 12:15

    Parabéns….artigo claro e direto!

    Foi de grande ajuda….consegui identificar algumas falhas em nosso processo de Integração…e sujestões para aperfeiçõa-la…

  8. Paula said, on domingo, 29 agosto, 2010 at 17:25

    Ótimo artigo, gostei muito da forma de pensar sobre novos funcionários, afinal quem nunca se sentiu deslocado e meio “perdido” ao entrar em uma nova empresa?
    Estou fazendo um projeto para a faculdade com esse tema e através de várias pesquisas encontrei esse blog no qual está me ajudando muito a abrir a cabeça e dar o meu melhor para o trabalho.
    Obrigada :)

  9. Rosilene Scarme Domingues said, on sexta-feira, 1 outubro, 2010 at 12:40

    Bom dia!Amei o texto…ajudou em muito!!Estou motando um manual de integração e foi perfeita as informações para a elaboração do mesmo…Valeu!
    At.,
    Rosilene Scarme Domingues

  10. Renata said, on segunda-feira, 25 outubro, 2010 at 11:06

    Excelente artigo. Base para mudanças de nossas realidades.

  11. MARCONDES said, on segunda-feira, 1 novembro, 2010 at 19:51

    PARABÉNS. ESTOU PESQUISANDO SOBRE O ASSUNTO. MELHOR MATERIAL QUE ENCONTREI. SIMPLES E OBJETIVO. GOSTARIA QUE O PREZADO BLOGUEIRO ME INDICASSE ALGUM MATERIAL PARA ENRIQUECER A MINHA PESQUISA.

    AGUARDO.

    MARCONDES

  12. Géssica said, on segunda-feira, 8 novembro, 2010 at 21:50

    Olá, gostei muito do artigo…
    Estou fazendo uma pesquisa para a faculdade, tem como você mandar mais sobre sua pesquisa?

    Desde já
    Agradeço…
    Géssica

  13. Eli said, on sexta-feira, 26 novembro, 2010 at 19:36

    Muitíssimo esclarecedor! Vale a pena seguir as dicas!!!
    Obrigada
    Eli

  14. wilson paredes. said, on domingo, 27 fevereiro, 2011 at 16:34

    Olá parabens ! foram bastante esclrecedores e uteis esse artigo , através dele terminarei meu trabalho bem mais amadurecido ! valeu

  15. Joelma Dias said, on quarta-feira, 16 março, 2011 at 09:18

    Ótimo material. Obrigada!

  16. Gabi Torres said, on quarta-feira, 27 abril, 2011 at 18:12

    Material excelente! As dicas são muito coerentes e objetivas. Parabéns!

  17. Pamela Bagagi said, on quinta-feira, 28 abril, 2011 at 10:18

    Muito bom mesmo! Esclareceu muitas dúvidas sobre o assunto, agora poderei terminar o programa que estou elaborando. Valeu!

  18. Vanessa Padoveze said, on quinta-feira, 5 maio, 2011 at 10:04

    Olá,

    Muito bom e esclarecedor seu texto!

    Obrigada pelas dicas.

    Parabéns!!

  19. Fabiana said, on quarta-feira, 18 maio, 2011 at 12:38

    Gostei muito do texto e ideias sugeridas. estavaprocurando projetos de boas-vindas e achei esse muito bom!

    Parabéns!

  20. Jaqueline Ventura said, on quarta-feira, 10 agosto, 2011 at 12:05

    Muito bom esse material, vou usa-lo sem duvida!
    Parabéns e grata!

  21. Carolina Aleixo said, on segunda-feira, 19 setembro, 2011 at 18:02

    Uma das dicas do texto foi utilizada em sua construção: simplicidade e clareza.
    As informações chegam de forma direta, objetiva, esclarecedora e sem perda de tempo.

    Bom mesmo!!

    Parabéns ao autor.
    Sem dúvida um texto para guardar, indicar e revisitar sempre que necessário.

    Carolina Aleixo

  22. Soraia said, on sexta-feira, 30 setembro, 2011 at 03:45

    Claro, objetivo e direto. Perfeito!

  23. Aline Cristina Moretti said, on terça-feira, 11 outubro, 2011 at 18:09

    Muito interessante…

  24. Fátima Tenilda Rodrigues Cassales said, on terça-feira, 1 novembro, 2011 at 11:47

    Olá, gostei muito. Boas dicas, objetivo e direto. Parabéns!

  25. Fulano said, on sábado, 5 novembro, 2011 at 20:01

    Legal fiz meu trabalho de faculdade baseado nisso (tudo).

  26. Tata Lima said, on quarta-feira, 8 fevereiro, 2012 at 14:19

    Obrigada! Muito esclarecedor e prático.

  27. kátia maria Gerçóssimo Emediato said, on quinta-feira, 9 fevereiro, 2012 at 14:53

    Parabéns pela explicação sensacional sobre integração.

  28. Tamille Martins said, on quarta-feira, 15 fevereiro, 2012 at 15:58

    Ótimo!

  29. Leandra said, on quinta-feira, 23 fevereiro, 2012 at 09:38

    O artigo foi muito bem recomendado e muito bem utilizado nos treinamentos.

  30. Ronaldo Luiz said, on domingo, 4 março, 2012 at 16:59

    Olá boa tarde,

    Gostaria que vc. comentasse sobre o impacto negativo que a atenção ao novo(s), pode causar nos
    antigos funcionários

  31. Patricia Kost said, on terça-feira, 6 março, 2012 at 14:35

    Ótimo material para novos profissionais e para a reciclagem de profissionais com tempo de experiência.
    Favorece a analise de eficácia dos programas implantados até o momento e o que pode-se colher com eles.

  32. xarles said, on quarta-feira, 11 abril, 2012 at 10:02

    parabens ,otimo material e fica como sugestão detalhar mais um pouco a elaboração de cada item do TEMA.

  33. Rita said, on quinta-feira, 19 abril, 2012 at 16:17

    Muito bom mesmo, me ajudou muito no projeto da minha empresa.

  34. Carolina said, on quarta-feira, 2 maio, 2012 at 17:50

    Muito bom. Prático e objetivo.

  35. Francielle said, on quinta-feira, 24 maio, 2012 at 20:28

    Excelente! Útil, prático e objetivo!
    Parabéns pelo post, foi de extrema competência a forma como citou as dicas.

  36. Silvia said, on quinta-feira, 9 agosto, 2012 at 12:52

    Muito legal mesmo!! Estou montando um projeto de integração e será de grande valia para mim.

    Obrigado! Silvia

  37. Kelly Gonçalves said, on quarta-feira, 12 setembro, 2012 at 12:23

    Perfeito. Parabéns.

  38. Bia said, on sexta-feira, 5 outubro, 2012 at 12:06

    Gostei

  39. Luiz Carlos said, on quarta-feira, 6 fevereiro, 2013 at 18:45

    Luiz Carlos
    Muito bom, adorei a material esta muito claro.
    Parabéns.

  40. Mônica said, on domingo, 17 março, 2013 at 18:29

    O material esta ótimo.
    Sou responsável pelo RH de uma indústria de confecção e estou com o projeto de Implantação do Programa de Boas Vindas, e me foi muito útil esse material. Se tiver mais algum sobre o assunto, ficaria grata em me enviar.

  41. Marcos Vicente said, on sexta-feira, 22 março, 2013 at 14:42

    Texto criativo e objetivo. Excelente. Parabéns.

  42. Bruno said, on quinta-feira, 4 abril, 2013 at 16:54

    Gostei, muito boa resposta para minhas indagações. Grato.

  43. Anderson said, on quarta-feira, 10 abril, 2013 at 12:52

    Muito bom…..estou implantando um projeto de boas vindas na empresa onde trabalho e este post sera muito importante para melhorar ainda mais o projeto. Caso tenha mais post sobre este e outros assuntos relacionados favor enviar. Grato. Parabéns!

  44. Israel said, on sexta-feira, 19 abril, 2013 at 16:07

    Parabens! este material é muito bom e estou elaborando um programa de treinamento onde trabalho e com isto vou poder melhorar e incrementar o projeto. Se tiver mais materias neste assunto por favor me envie. Obrigado.

  45. Carolina Popov said, on quinta-feira, 13 junho, 2013 at 18:03

    Um material objetivo e muito bom! Usei como um guia!

  46. Michelle Langner said, on quarta-feira, 3 julho, 2013 at 15:52

    Excelente material me ajudou bastante no processo de construção do programa…

  47. Roberto Dafara said, on quarta-feira, 16 outubro, 2013 at 17:53

    excelente trabalho, foi me muito útil;

  48. Elizabeth Gomes said, on quinta-feira, 17 outubro, 2013 at 14:06

    Muito o texto apresentado! Estou montando o material de boas e ajudou e muito

  49. Danila Lima said, on terça-feira, 21 janeiro, 2014 at 16:14

    Me tirou do escuro,excelentes dicas e praticidade mil….

  50. Marcos Machado said, on quarta-feira, 5 março, 2014 at 14:14

    Parabéns pelo artigo. Me ajudou muito também!
    Talvez um artigo sobre dinâmicas de integração seja interessante para um próximo artigo do blog.

  51. Cíntia Ala said, on quarta-feira, 26 março, 2014 at 16:32

    Gostei bastante! E vc menciona outro texto complementar, não encontrei mas gostaria de ver.

  52. Antúsia said, on quinta-feira, 10 abril, 2014 at 15:59

    Parabéns!! Ótimo material

  53. Delcir Pereira de Sousa said, on terça-feira, 6 maio, 2014 at 10:17

    ´´Ótimo! o material exposto traz nova perspectiva e inovação para o novo modelo de integração do colaborador na organização. Delcir P. de Sousa, terça-feira,06 de maio de 2014.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: